Projeto Elektro nas Escolas chega a Santa Fé do Sul

06/09/2017 12:42 hs

A programação do Projeto Elektro nas Escolas chega a Santa Fé do Sul. Mais de 2.240 alunos de oito escolas públicas da cidade receberão a visita da Estação Móvel de Ensino, entre 12 e 21 de setembro. Trata-se de um caminhão com infraestrutura para atuar como Laboratório de Eficiência Energética, no qual os jovens poderão aprender mais sobre a origem e a história da eletricidade.

Os alunos do Ensino Fundamental também receberão orientações sobre o uso racional de energia, por meio de experiências, maquetes, projeção de vídeos e outras atrações como: Anel Saltador, Maquete da casinha de consumo, Diferença entre lâmpada incandescente e fluorescente e Energia elétrica gerada pelo corpo humano – o famoso experimento da pilha humana.

O principal objetivo do projeto é disseminar a cultura da sustentabilidade. “De forma humanizada, o projeto visa orientar sobre o uso eficiente e seguro da energia elétrica junto à comunidade escolar”, destaca Antonio Casanova, gerente executivo de Sustentabilidade da Elektro.

Sobre o Elektro nas Escolas
Além de conscientizar os jovens, o projeto também visa formar multiplicadores em relação à importância do consumo seguro e eficiente de energia elétrica. Para isso, os professores das escolas da rede municipal passam por treinamento e as escolas recebem a visita de estações móveis de ensino (caminhões adaptados e equipados com um laboratório de eficiência energética) e de monitores que desenvolvem atividades lúdicas com os estudantes. Parte dos recursos utilizados no projeto é vinculada ao Programa de Eficiência Energética, promovido pela Elektro por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

SERVIÇO:
Projeto Elektro nas Escolas –  Santa Fé Do Sul
E.M. Profa. ROSIMARES CAMARGO BENITEZ
E.M. Prof. JOSÉ CARLOS ARANTES
E.M. Profa. ELISABETH MARIA CAVARETTO DE ALMEIDA
E.M. Profa. CIRLEY VOLPE LOPES
E.M. Prof. BENEDICTO DE LIMA
E.M. Profa. THEREZA SIQUEIRA MENDES
E.M. Profa. MARINA DE OLIVEIRA
E.M. Profa. AGNES RONDON RIBEIRO