Elektro investe R$ 14 milhões no litoral paulista e prepara estrutura especial para o verão

21/12/2017 11:43 hs

Durante o verão, com o maior fluxo de turistas no litoral paulista, a estimativa é que o consumo de energia elétrica aumente aproximadamente 172%, de 250 MVA para 680 MVA. A previsão para a virada do ano é de 558 MW, ou seja, a demanda às 21h, horário de pico no dia 31 de dezembro, pode dobrar em relação aos últimos 6 dias do ano. E para atender esse aumento e manter a qualidade e segurança do serviço de fornecimento de energia elétrica, a Elektro investiu R$ 14 milhões e preparou ações específicas destinadas ao sistema elétrico de 11 cidades do litoral paulista (Cananéia, Ilha Comprida, Iguape, Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande - parte do município, Guarujá, Bertioga, Ilhabela e Ubatuba), que integram a área de concessão da distribuidora.

Os municípios de Itanhaém e Ubatuba serão pontos estratégicos. Em cada uma das localidades estará posicionada uma subestação móvel capaz de restabelecer o fornecimento de energia de um município, em situações emergenciais. Além disso, a Elektro dispõe no litoral mais de 250 equipamentos de automação, que permitem o controle e supervisão de rede elétrica de forma remota, onde 100 equipamentos fazem parte de sistemas Self Healing, que restaura, automaticamente, o fornecimento de energia elétrica no menor tempo possível. A concessionária também atualizou o sistema de controle e supervisão de chaves de comando remoto na cidade do Guarujá, utilizando fibra ótica de elevada confiabilidade em um sistema chamado AIR (Automação Inteligente de Redes). 

Para esse período, a empresa  também priorizou as ações preventivas, como a  poda de árvores e a inspeção termográfica de aproximadamente 2.110 quilômetros de rede, a fim de identificar e atuar em  pontos de superaquecimento, mitigando futuros defeitos na rede de distribuição. Até janeiro, também deve ser realizada a limpeza de 3736 pontos de isoladores.