Microgeração Distribuída

O processo de Microgeração distribuída permite que você produza sua própria energia a partir de fontes renováveis como painéis solares, turbinas eólicas, geradores a biomassa, etc. E para isso, é necessário ter um sistema de geração de energia conectado a nossa rede de distribuição, com potência:

  • Menor ou igual 75 kW;

Ao produzir sua própria energia, além de utilizá-la para o seu consumo, também é possível fornecer o excedente produzido para nossa rede ou para outra unidade que também esteja sob sua titularidade. Assim, será gerada uma compensação de energia elétrica, onde seu excedente será devolvido na forma de um saldo equivalente, proporcionando descontos na sua conta de luz.

Para conhecer as condições técnicas e os processos comerciais necessários para que você faça a conexão do sistema de microgeração, é importante que você consulte os seguintes documentos:

Caso você queira se tornar um microgerador de energia, utilize este arquivo como exemplo para o seu projeto: Microgeração Distribuída. E confira abaixo como realizar a consulta e solicitação de acesso para o seu tipo de projeto.

Dúvidas técnicas sobre o processo podem ser encaminhadas para analise.projetos@elektro.com.br.

 

Solicitação de acesso para Microgeração Fotovoltaica;

Após concluir seu projeto, para solicitar o acesso à conexão, ou seja, para que nossa equipe avalie o seu sistema e possa liga-lo a nossa rede é necessário que você siga os passos abaixo:

. Preencha o formulário abaixo:

Formulário Unificado

Após o preenchimento do formulário será gerado automaticamente alguns documentos exigidos nesse processo: 

  • Solicitação de Acesso

ND.64-F003 - Potência menor ou igual a 10 kW
ND.64-F-004 - Potência maior que 10 kW 

  • Memorial Descritivo Microgeração Fotovoltaica
  • Diagrama Unifilar do Sistema Fotovoltaico - de acordo com o desenho da ND.64.01.01/1

. Apresentar A.R.T. do sistema, com as seguintes informações:

  • Potência instalada no sistema de geração fotovoltaico;
  • Dados do inversor: marca, modelo, potência do inversor, tensão de saída e nº de certificado do INMETRO. ( Caso a potência do inversor seja maior que 10kW, não é necessário informar o número do certificado do INMETRO)
  • Categoria do padrão de entrada.

Utilize esse arquivo como exemplo para preencher a A.R.T.: A.R.T Microgeração Distribuída

ND.10 – Fornecimento de energia elétrica em tensão secundária a edificações individuais

3º. Os documentos gerados após o preenchimento do Formulário Unificado, devidamente assinados e a ART, devem ser enviados por meio da nossa agência virtual, na seção Projeto Particular.

Clique aqui e acesse.

Faturamento

Com o sistema de micro e minigeração de energia, você pode acabar gerando mais do que consome. Quando isso acontecer, o excedente de energia gerado será injetado em nossa rede de distribuição, onde o valor correspondente a essa energia será utilizado como crédito para reduzir o valor da sua conta de luz.

Se o valor correspondente a energia que você injetou em nossa rede, for maior do que o valor de consumo verificado, será gerado um crédito para você utilizar nos meses seguintes, que estarão disponíveis até 60 meses depois da sua geração e faturamento, ou então, até que seja feito o encerramento do contrato entre você e nossa distribuidora. Ainda assim é possível transferir esses créditos para outra unidade que esteja sob sua titularidade, antes do encerramento do contrato.

Ao se tornar um micro ou minigerador, você poderá verificar em sua conta de luz as seguintes informações referentes ao crédito de energia gerado:

  • O saldo geral do mês;
  • O saldo acumulado;
  • O saldo a expirar no próximo mês;
  • E o consumo compensado naquele mês.

É importante lembrar que a energia que você consumiu da nossa rede, será faturada com base na tarifa homologada pela ANEEL, acrescida dos tributos de ICMS, PIS/PASEP e COFINS.

A energia que não foi injetada na nossa rede e foi consumida pela própria unidade geradora, não terá a cobrança de tarifação e impostos. Porém os crédito em kWh que foram injetados na rede e compensados na fatura, terão a respectiva compensação de impostos aplicados à parcela de TE (tarifa de Energia, conforme prevê a legislação fiscal).

 

Compensação

Os créditos referentes a energia gerada em excedente também podem ser utilizados por outra unidade, desde que o titular da conta seja o mesmo da unidade geradora. Este processo é o que chamamos de compensação.

Caso a unidade geradora esteja em nome de condomínios, consórcios ou cooperativas, estes poderão indicar os respectivos condôminos, consorciados ou cooperados, que serão beneficiados pelo sistema de compensação de energia, desde que apresentem a documentação pertinente para esse processo.

Para fazer essa solicitação, você deve encaminhar um e-mail para atendimento@elektro.com.br com as informações abaixo:

  • Código da unidade consumidora que irá receber a compensação. (É obrigatório que as unidades que vão receber a compensação estejam em nome do mesmo titular da unidade de microgeração).
  • Informar o percentual a ser compensado na unidade. (Ex: Sendo 2 unidade, ficará 50% em cada uma).
  • O Formulário de Cadastro devidamente preenchido, clique aqui para acessar o formulário.

Gostaríamos de compartilhar com você algumas dicas e pontos de atenção para evitar que seu projeto seja reprovado e tenha algum atraso por esse motivo, clique na lista de motivos de acordo com o seu tipo de projeto.

Itens de Reprova – Microgeração Fotovoltaica

Itens de Reprova – Microgeração Outras Fontes de Energia

Seu projeto está aprovado e seu sistema pronto para ser ligado?

Então clique aqui para falar agora com um dos nossos atendentes e solicitar sua vistoria, estamos disponíveis nesse canal 24hrs por dia, nos 7 dias da semana.